Como Fazer Adubo Orgânico: Composto Orgânico, Bokashi e Adubo Líquido


Descubra o que é e como fazer adubo orgânico caseiro e rural.

A produção de adubo orgânico é simples e barata, sendo feita por meio de processos simplificados, nos quais são elaborados ambientes propícios para o desenvolvimento de nutrientes e microrganismos benéficos às plantas e reaproveitando matéria orgânica normalmente descartada. Assista o vídeo e baixe o E-book abaixo para aprender como fazer Composto Orgânico caseiro e rural.

Clique Aqui para Baixar o E-book Como Fazer

Adubo Orgânico Caseiro com Húmus de Minhoca.


Este material é uma pequena parte do Minicurso Gratuito Como Fazer Adubo Orgânico em que ensino:

  1. (Vídeo 1) – Composto Orgânico Caseiro e Rural + 4 Passos para Tornar uma Terra Fértil;
  2. (Vídeo 2) – Bokashi Caseiro e Rural + 3 Fatores Críticos de Sucesso;
  3. (Vídeo 3) – Adubo Líquido Caseiro e Rural + Técnica Secreta

Cadastre-se e recebe agora mesmo o Minicurso Como Fazer Adubo Orgânico.


Como Fazer Adubo Orgânico

Fonte: https://embrapa.br

Agora que já sabe como fazer adubo orgânico, vamos aprender mais sobre eles. Lembre-se de deixar um comentário no final da página (clique aqui) , pois estou sempre atualizando esse material de acordo com a necessidade de vocês, além disso, quero muito saber o que achou do conteúdo, conhecer sua história, suas experiências ou esclarecer alguma dúvida que tiver. Voltando aos adubos orgânicos …

Adubo Orgânico e a Agricultura Orgânica

O Adubo Orgânico é o “suplemento” que fornece os nutrientes fundamentais para o crescimento da planta, sendo  produzido a base de materiais orgânicos e com a utilização mínima ou de nenhum produto químico.

Conservação do Solo

Dessa forma, o solo é resguardado dos prejuízos causados pela utilização de produtos químicos, pois o cultivo orgânico leva em conta a sua utilização para futuras produções, prejudicando ao mínimo a sua qualidade e produtividade ao longo do tempo.

Adubos Químicos vs Alimentação Saudável

Além de proteger o solo, os adubos orgânicos são fundamentais para a produção de alimentos limpos, tendo em vista que a adubação química é um dos principais meios de intoxicação do alimento convencional.

Malefícios do Adubo Químico

Com o aumento da população e a consequente necessidade de se produzir em alta escala, deu-se inicio ao uso de adubos e fertilizantes sintéticos, que são alterados quimicamente para auxiliar o crescimento da planta, sem, necessariamente, se importar com as consequentes alterações químicas no alimento final e, muito menos  nas consequências ecológicas causadas pela utilização desses adubos químicos.

Os Benefícios do Adubo Orgânico

A adubação orgânica é um processo que vem sendo adaptado desde o início da agricultura, buscando oferecer à planta aquilo que lhe falta, sem prejudicar seu crescimento ou danificar o solo em que essa se encontra. Logo, para produzir um alimento orgânico de qualidade, livre de qualquer intervenção ou alteração química, é indispensável utilização de adubos orgânicos em sua produção orgânica.

Adubos Simples e Adubos Complexos

Para fins didáticos, vou dividir os adubos orgânicos em dois tipos: os “adubos simples” e os “adubos complexos”. Separei aqui as informações mais relevantes sobre os principais adubos orgânicos simples: entre eles estão o esterco, o estrume, o húmus de minhoca, o carvão, a farinha de ossos, a torta de mamona, o pó de rocha e a compostagem comum (fria e quente), entre outros. Também irei explicar o que é, para que serve e como fazer alguns “adubos complexos”, como o Composto Orgânico; o Bokashi (adubo orgânico de origem japonesa que vem ganhando espaço no Brasil tanto em sua forma anaeróbica quanto aeróbica); e o Adubo Líquido.


Para aprender comigo como fazer esses “adubos complexos”, cadastre-se abaixo e receba agora mesmo o Minicurso Como Fazer Adubo Orgânico:


Vamos começar com o adubo orgânico mais utilizado na agricultura orgânica: o Composto Orgânico.

Composto Orgânico 

O composto orgânico é uma forma de compostagem que pode ser realizada em pequenas propriedades, funcionando como uma alternativa aos produtores que buscam eliminar o adubo sintético de suas plantações.

Geralmente, é feito com dois tipos de capim, cama de aves e Termofosfato. Seu processo de montagem é simples e durante a formação do adubo não é necessária uma atenção diária do produtor, o que torna o Composto Orgânico mais atrativo devido à sua praticidade.

Após o processo de compostagem, o adubo pode ser utilizado como um corretor de propriedades do solo, uma vez que regula o pH, aumenta a resistência relação às chuvas e erosões, estabiliza o fluxo hídrico de acordo com a necessidade da planta, além de auxiliar na absorção de nutrientes essenciais como o Fósforo e o Cálcio.


Para aprender comigo como fazer o Composto Orgânico, cadastre-se e receba agora mesmo o Minicurso Como Fazer Adubo Orgânico.


Composto orgânico - Como Fazer

Bokashi 

O Composto de Farelo, também conhecido como Bokashi é um pó feito com farelo de arroz com certificação orgânica. O Bokashi é baseado em uma antiga prática de agricultura japonesa, onde os agricultores usam o solo rico em micróbios para dissolver resíduos da colheita, criando uma espécie de húmus com nutrientes suficientes para fertilizar as plantações futuras.

Decomposição

Geralmente, a decomposição ou apodrecimento é o resultado de micróbios anaeróbicos (aqueles que requerem pouco ou nenhum oxigênio). Esses micróbios dominam os materiais, liberando gases com mau odor no processo, eliminando assim o cheiro ruim da compostagem. O método mais comum de produção do Bokashi (Composto de Farelo Aeróbico) utiliza, em grande quantidade, micróbios que necessitam de oxigênio. Se mal administrada, mesmo o Bokashi aeróbico pode produzir muitos odores e atrair pragas.

Bokashi Aeróbico

O Bokashi aeróbico utiliza o oxigênio em seu processo de formação. Seus nutrientes auxiliam na fertilização de mudas e deve ser usado principalmente no processo de plantação: nas covas, nos sulcos e em canteiros. Também pode ser usado como principio ativo (pois é um fornecedor de microrganismos) na produção de outros adubos orgânicos.

Bokashi Anaeróbico

Já o Bokashi anaeróbico é produzido sem oxigênio. É rico em nutrientes e sua principal função é adubar coberturas. Além disso, é um ótimo condicionador de solo e é ideal para a preparação de mudas. Pode ser utilizado em sua forma liquida com um pulverizador quando coado.

O Bokashi é complementar ao Composto Orgânico e é inócuo, pode ser produzido, inclusive, dentro de sua casa, podendo ser guardado em um recipiente fechado. Alguns dos materiais utilizados no processo de formação do Bokashi são de difícil acesso no Brasil, sendo assim, existem versões alternativas onde tais materiais são substituídos por suas versões mais acessíveis.

Uma das vantagens do Bokashi é que ele fornece os nutrientes de maneira gradual, fazendo com que a planta absorva lentamente e de maneira contínua, diferente de adubos químicos em que a planta recebe uma “dose única” do produto.


Quer aprender a produzir o Bokashi? Castre-se e recebe agora mesmo o meu Mini-Curso Como Fazer Adubo Orgânico.


Como Fazer Bokashi

Adubo Líquido

O adubo líquido, também conhecido como Biofertilizante é uma forma líquida de adubo orgânico que pode ser utilizada por pulverização foliar ou até mesmo associada à irrigação. Sua produção necessita de materiais de fácil acesso como terra da mata, esterco e farelo de arroz e seu tempo de maturação é menor que de outros adubos orgânicos.

Fertilização Orgânica do Solo

Utilizado principalmente no tratamento de sementes, o adubo líquido também complementa a fertilização orgânica do solo, podendo ser utilizado como agente de fermentação de outros adubos orgânicos.

Rico em nutrientes, ele auxilia no combate de pragas e previne o desenvolvimento de doenças. Pode ser feito em ambiente doméstico e quando devidamente conservado, possui a validade de até 30 dias.


Para aprender comigo como fazer o Adubo Líquido, cadastre-se e receba agora mesmo o Mini-Curso Como Fazer Adubo Orgânico.


Como fazer adubo líquido

 

Quais são os Adubos Simples?

Antes de mais nada, é necessário compreender o motivo de se colocar adubos em uma plantação. O uso de adubos se deve à falta de três principais elementos no solo: Nitrogênio, Fósforo e Potássio (NPK), que proporcionam, respectivamente, um bom crescimento da parte verde, como o caule e as folhas, boas flores e frutos e auxiliam na circulação de seiva no interior da planta. Grande parte dos agricultores se vêm obrigados, após muitos anos usando agrotóxicos, a utilizar o adubo orgânico, pois o uso de defensivos químicos convencionais empobrece o solo e para continuar utilizando o solo, é necessário recompor bioquimicamente todo o terreno.

Esterco 

O esterco animal é uma das alternativas para o agricultor que cultiva alimentos orgânicos. Ele auxilia na retenção de líquido e fornece grandes quantidades de nutrientes para as plantas. Embora pareça um produto anti-higiênico, o esterco como produto final é completamente diferente de dejetos animais. Não possui cheiro e se assemelha a um composto quebradiço. Possui um alto potencial de fertilização quando associado a outros tipos de adubos orgânicos.

Como fazer adubo orgânico com esterco

Esterco de Galinha ou Cama de Frango

Um tipo de esterco animal é o de galinha, este tipo de esterco é muitas vezes vendido em forma de pellet (pequenos granulados) e por isso são mais fáceis e mais limpos tanto para o manuseio quanto para a aplicação. O adubo de esterco de galinha é rico em Nitrogênio, mas possui certa carência em quase todos os outros nutrientes. No entanto, é muito útil quando associado a outros fertilizantes. Em plantações de algodão, por exemplo, o esterco de galinha, associado ao material com que são produzidos os ninhos, pode fornecer um aumento de cerca de 12% na produção.

Como fazer adubo orgânico com esterco de galinha

Estrume 

O estrume é uma mistura de bosta de cavalo, porco ou vaca, incluindo sua urina e também o material utilizado como cama pelo animal. O estrume de vaca é mais úmido, mais frio e possui uma quantidade menor de nutrientes quando comparado ao estrume de cavalo. No entanto, se decompõe lentamente no solo, o que o torna mais adequados para solos arenosos. O estrume de porco é de fermentação lenta fazendo com que sua duração no solo seja mais longa.

Cuidado para Não Queimar sua Planta

Os adubos orgânicos, na maioria das vezes, devem ser usados após seu amadurecimento, pois se for aplicado fresco pode prejudicar as plantas, “queimando” caules e raízes. Oito semanas é o tempo ideal para deixá-lo amadurecer. Após recolhido, tenha a certeza de que ele permanecerá coberto para evitar que a água da chuva limpe os nutrientes.

Na seca, é importante manter sempre as hortas com estrume, isso garante que as plantas estejam fortificadas para a próxima estação. Além disso, culturas de raízes necessitam de um solo adubado na estação anterior.

Se você tiver dificuldade para encontrar essas adubos em sua fazenda ou mesmo em sua cada, não se preocupe, pois a maioria pode ser comprado em lojas de produtos orgânicos, até mesmo online.

Estrume - como fazer adubo organico

Húmus de minhoca

O húmus é produzido através da decomposição de matéria orgânica por minhocas. Esse processo faz com que aumente a quantidade de macro e micronutrientes, principalmente para a relação de NPK, essenciais para uma boa adubação. Além disso, aumenta o CTC e a matéria orgânica do solo. Fornece macro e micronutrientes. Clique para saber mais sobre o húmus de minhoca;

Humus de minhoca - Como fazer adubo orgânico

Carvão 

Rico em Magnésio, Boro, Silício, Manganês, Potássio e outros elementos, o Carvão é essencial para a revitalização do solo. Além de repor os minerais e nutrientes ausentes, consegue através de sua estrutura porosa aumentar a retenção de água. O uso de Carvão pode aumentar em até 15% a produtividade da plantação.

Fino de Carvão: como fazer adubo organico

Farinha de Ossos

Diferente dos outros adubos, proporciona uma absorção mais lenta devido a sua solubilidade. Seu efeito no solo é duradouro e não é facilmente eliminado com chuvas. A farinha de ossos é rica em Fósforo e Cálcio, favorecendo o crescimento da planta, assim como sua floração e frutificação. Também é muito utilizada na confecção dos “adubos complexos”.

farinha de ossos - Como fazer adubo orgânico

Torta de Mamona 

Quando utilizada sozinha, pode funcionar como fonte de Nitrogênio. A torta de mamona condiciona as propriedades do solo e controla os fitonematoides, parasitas que causam danos principalmente nas raízes das plantas.

Assim como a farinha de ossos, a torta de mamona também é muito utilizada na confecção dos “adubos complexos”.

torta de mamona - Como fazer adubo orgânico

Pó de Rocha

Terrenos próximos aos vulcões tendem a serem ricos em minerais e propícios para o plantio. O pó de rocha busca extrair tais minerais da natureza para serem utilizados em locais que possuem um déficit de nutrientes. Possuindo mais de 60 elementos em sua composição, o pó de rocha é utilizado para corrigir o fósforo do solo e fornece cálcio e micronutrientes, como Silício, Boro e outros.

pó de rocha - Como fazer adubo orgânico

Compostagem 

A compostagem é popularmente considerada uma mistura de solo, turfa e areia, que é utilizada em plantas de jardim. Porém, existe outro tipo de compostagem, que consiste na utilização de resíduos vegetais, formando um material de cor castanho-escuro similar ao húmus.

A compostagem, além de ser prática, tem outros benefícios para a sua produção. As transformações bioquímicas transformam o lixo orgânico em um adubo rico em nutrientes, minerais e microrganismos necessários para um equilíbrio natural do solo. É considerado um dos melhores adubos e é economicamente viável, já que sua preparação não exige produtos caros e pode ser realizada na sua própria casa.

Redução do Lixo Orgânico

Uma das principais vantagens da compostagem é a redução do lixo orgânico, sendo reaproveitado muitos nutrientes que costumavam ser desperdiçados e que, em sua maioria, trazem mau cheiro ao lixo doméstico. Além disso, os nutrientes presentes em cada compostagem serão sempre diferentes, variando de acordo com o que foi utilizado em sua preparação. Dessa forma, pode-se produzir o adubo de acordo com a necessidade de sua planta.

Mulche

O processo de compostagem pode variar de acordo com a necessidade do produtor. Entre as diversas maneiras de compostagem, temos o Mulche, também conhecido como compostagem orgânica fria, feita através de cobertura seca e resíduos de vegetais fibrosos. Tal compostagem estimula principalmente o desenvolvimento das raízes, auxiliando a infiltração de água no solo e reduzindo sua erosão. Outra opção é a compostagem orgânica quente, que pode ser produzida com ou sem a adição de outro adubo, sua principal função é evitar o desenvolvimento de sementes de ervas daninhas.

Outros Adubos Orgânicos

São inúmeras as opções de adubos orgânicos disponíveis no mercado, a escolha varia de acordo com a necessidade do solo e com o tipo de plantação projetada. Alguns adubos fornecem uma quantidade menor de NPK, mas compensam com elementos específicos que não são encontrados em adubos comuns.

O Extrato Pirolenhoso, também conhecido como ‘vinagre de madeira’ funciona como um inseticida, evitando a aproximação de pragas e insetos. Também auxilia no enraizamento, estimulando o crescimento da planta. Outro inseticida natural é a Calda Sulfocálica, que protege a planta de insetos, fungos e ácaros.

Adubo Orgânico vs Certificação

Para que o produtor consiga vender seus produtos para terceiros, e não somente direto ao consumidor (através de feiras livres), é necessário uma certificação (selo orgânico). Caso esteja interessado em obter essa certificação, o produtor pode contratar um serviço de consultoria que conheça o processo, realizando os exames necessários e os testes periódicos que visam garantir que a produção atenda constantemente os requisitos estabelecidos.

Produção de Adubos Orgânicos

Em geral, o uso de adubos orgânicos nas plantações traz uma série de benefícios como, por exemplo, a utilização de praticamente todo o tipo de resíduo orgânico gerado, eliminando o lixo produzido, não existindo qualquer tipo de composto químico artificial envolvido. Isso faz com que todos os nutrientes administrados sejam livres de propriedades maléficas à plantação e à saúde do consumidor.

O uso de adubos orgânicos melhora as condições do solo tanto em curto, quanto em longo prazo, mas para utilizar o adubo correto, é necessário que o produtor analise o solo e estude quais são suas deficiências. Em seguida, deve-se procurar o adubo orgânico que satisfará as necessidades.

É fundamental que a utilização dos adubos orgânicos seja feita em conjunto de forma sistêmica, levando em conta a cultura a ser produzida.


Para aprender comigo como produzir e utilizar corretamente os principais adubos orgânicos, seja em casa ou em sua propriedade rural, cadastre-se e recebe agora mesmo o Mini-Curso Como Fazer Adubo Orgânico.


Adubo Orgânico e a Qualidade de Minha Produção 

Os adubos orgânicos possuem os benefícios de qualquer adubo químico, porém são muito mais saudáveis para quem os manuseia e para as plantações. Os resíduos levados pela chuva não possuem produtos químicos, evitando a contaminação de rios e nascentes. Ao produzir ou até mesmo comprar adubos orgânicos você estará contribuindo diretamente para uma agricultura sustentável.

A utilização adequada do adubo orgânico é fundamental para o crescimento da produção e para a agricultura orgânica. Cada adubo possui sua recomendação específica, logo, é necessário manter-se informado. Independente do tipo de adubo é recomendado a utilização de luvas tanto para o manejo quanto para a aplicação.  Fique sempre atento à forma como utilizar os adubos.

Grandes mudanças são feitas de maneira gradual, se você busca uma vida mais saudável diga adeus aos adubos químicos e comece a aproveitar as vantagens que só os adubos orgânicos podem lhe proporcionar.

Comparando os Adubos Orgânicos

ADUBO ORGÂNICO FUNÇÃO
Esterco Ajuda o solo a reter líquidos e fornece grandes quantidades de nutrientes;
Esterco de Galinha Rico em Nitrogênio, aumenta a produtividade da plantação;
Estrume Aumenta a retenção de líquidos e melhora a estabilidade do solo;
Compostagem Reaproveita o lixo orgânico e fornece nutrientes para plantações;
Composto Orgânico Melhora e preserva a qualidade do solo e facilita a absorção de nutrientes pela planta;
Adubo Líquido Auxilia no combate de pragas e previne o desenvolvimento de doenças;
Bokashi Aeróbico Fertilizante de mudas, deve ser usado principalmente no processo de plantação;
Bokashi Anaeróbico Condiciona o solo e é ideal para a preparação de mudas;
Húmus de Minhoca Aumenta o CTC e a matéria orgânica do solo. Fornece macro e micronutrientes;
Carvão Possui diversos elementos essenciais como Potássio e Silício em sua composição para assim revitalizar o solo;
Farinha de Ossos Rica em Fósforo e Cálcio, favorece o crescimento, a floração e frutificação da planta;
Torta de Mamona Usado na preparação dos adubos orgânicos, com fornecimento de nitrogênio, também condiciona as propriedades do solo e controla parasitas;
Pó de Rocha Corrige o fósforo do solo e fornece cálcio e micronutrientes, como Silício, Boro e outros.

 

Se gostou do conteúdo e tiver alguma dúvida, quiser compartilhar experiências ou até mesmo uma ideia, deixe seu comentário abaixo. Obrigado!

 

Até mais,

Thiago Tadeu Campos